7 Maravilhas de origem portuguesa no mundo

O mar, que separa e une os 27 locais nomeados para as “Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo”, é o lema do concurso e que culminou no dia 10 de Junho de 2009 com gala televisiva que se realizou na Portimão Arena; é certo que a escolha é arbitrária porque o resultado da votação se deve a escrutínio popular pela internet, por SMS e telefone e como tal sempre falível e passível de fácil manipulação. Quanto a jaez do valor dos locais são os técnicos especializados que melhor o determinam e não o público comum, mas também para amar o património é preciso conhece-lo.  
27 Nomeados em 16 Países e 3 Continentes
Quando foram conhecidos os 27 nomeados – locais e monumentos de 16 países -, António Vitorino, comissário nacional da iniciativa, resumiu-a em três ideias-chave: “Conhecimento para reforçar a auto-estima; participação, uma vez que é o público que escolhe; e sensibilização para a perdurabilidade do património.”
As 27 escolhas foram definidas por técnicos da Universidade de Coimbra (***), coordenados pelo professor Pedro Dias, baseados em critérios patrimoniais, históricos e da influência destes espaços como transmissão de cultura portuguesa.   
O concurso teve o mérito de dar a conhecer aos portugueses, e não só, o património criado pelos seus antepassados, em África, Ásia e América do Sul, contribuir para recuperar aquilo que se encontra degradado em muitos dos 27 sítios e ao mesmo tempo estimular o desenvolvimento turístico dos locais. 

Alguns destes sítios já são Património Mundial da Humanidade como por exemplo a Ilha de Moçambique. 
A escravatura e os 27 locais nomeados
É certo que alguns dos locais em votação foram interpostos de sofrimento e escravatura, mas temos que lembrar que todos os povos com maior poderio militar a praticavam. Com o surgimento dos ideais liberais resultantes da Revolução Francesa e da ciência económica na Europa, a escravatura passou a ser considerada pouco produtiva (Revolução Industrial). Em 1869 é proclamou-se a abolição total da escravatura em todo o Império Português. Mas como todos nós sabemos muitos monumentos notáveis que agora atraem milhões de turistas por ano, foram outrora palco de intenso sofrimento; por exemplo o Coliseu de Roma, Património Mundial da Humanidade- na sua construção morreram centenas de escravos e na sua arena desenrolou-se um imensurável sacrifício de vidas humanas. Quanto ao flagelo da escravatura, na humanidade ao longo de milénios, saibamos escutar com atenção a sua lição para os tempos vindouros e se possível em alguns dos pontos que estiveram em concurso. É o caso da Fortaleza de São Jorge da Mina no Gana.

Apreciemos então a beleza e a história das sete maravilhas de origem portuguesa no mundo e que são:
-Convento de São Francisco e da Ordem Terceira (São Salvador da Baia em que Centro Histórico é património Mundial da humanidade) (Brasil)
-Igreja de São Francisco de Assis da Penitência (em Ouro Preto em que o Centro Histórico é Património Mundial da Humanidade) (Brasil)
-Ruínas da igreja de São Paulo (em Ouro Macau em que o Centro Histórico é -Património Mundial da Humanidade) (China)
-Fortaleza de Diu (Índia)
-Basílica de Bom Jesus em Goa (Índia)
-Cidade Velha de Santiago (Património Mundial da Humanidade) (Cabo Verde)    
-Fortaleza de Mazagão (Marrocos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>