ARMÁRIOS SAGRADOS Judaicos em Portugal

ARMÁRIOS SAGRADOS Judaicos em Portugal

Os Armários sagrados, são um Aaron Hakodesh, entre os judeus Asquenazi ou Ekhal(Hechal) Hakodesh entre os Sefarditas.
Recentemente tem-se descoberto vários armários sagrados em Portugal (lembro-me do sentimento de alegria e espanto, quando descobrimos através do programa das aldeias históricas, talvez o mais artístico, na aldeia histórica de Castelo Mendo e depois comprovado (Barroca, 2001). Quantos mais não existirão em Portugal, que poderão desaparecer?
Era nos armários sagrados que a comunidade judaica guardava a Torah, manuscrito em forma de rolos manuscritos, contendo a transcrição do Antigo Testamento. Por isso era também por vezes indicado como Armário da Lei, ou simplesmente, Arca. Esta divisão em duas partes era concebida para receber respetivamente os livros sagrados, na inferior, e a lâmpada perpétua (Ner Tamid ) no cimo.onde se guardam os rolos da Torah (Sifrei Torah). Esta designação, Hechal,  é proveniente do hebraico que significa “palácio”, expressão utilizada nas diversas épocas do Templo de Jerusalém, para se referir ao santuário mais importante deste culto religioso. Este tipo de “armários”, quase sempre em pedra granítica, estavam situadas em casas particulares, usadas como sinagogas clandestinas (Esnogas) e espalhadas de norte a sul de Portugal, alguns estavam escondidos por detrás de armários, cortinas ou paredes falsas, como o ocorrido no Porto.

Armários Sagrados  em Castelo Mendo

Armário Sagrado ou Aaron em Castelo Mendo

Diante deste armário sagrado prestava-se culto, no dia de Shabat ou dias de festa, através da leitura da Torah e do aprofundamento do entendimento do Talmud.
Já quanto à orientação, a não ser em escassas situações, os armários sagrados eram destinados a uma parede Nascente,voltada para Israel, para os crentes fazerem os seus rituais virados para o armário, na direção de Jerusalém. “Apenas temos conhecimento de que o exemplar de Castelo Mendo e o de Castelo de Vide abertos para ocidente, na parede leste do respetivo edifício” (Marcos Osório).
Contudo é necessário obter mais estudos porque podemos estar a confundir um armário sagrado, com um espaço utilitário medieval ou mesmo moderno, no entanto a existência de vários em imóveis associados a casas de cristão novos ou judiarias comprovadas parece vincular esta estrutura a função sagrado e edifícios quase todos do XV e XVI.
Vale a pena conhecermos a história do Judaísmo em Portugal e posteriormente o criptojudaísmo, visitando um armários sagrado escondido em remotos lugares de Portugal.
Eis a lista daqueles que eu conheço.
-Aldeia Histórica de Castelo Mendo (único que está ricamente decorado, evidenciando preocupações estéticas pouco comuns para simples mobiliário doméstico…) (século XVI-Renascimento).
-Aldeia Histórica de Linhares da Beira (?)
-Sabugal (Século XVI-Manuelino)
-Casa do Castelo (Sabugal)
-Vilar Maior
-Castelo de Vide (o mais visitado e conhecido) (Século XV)
-Na judiaria da Guarda.
– No centro histórico de Freixo de Espada-à-Cinta (Século XVI)
-Porto (na rua de São Miguel)
-São Vicente de Pereira Jusã (Ovar)

-Caria (Belmonte)

-Medelin (Idanha a Nova)

-Vila Chã (Formos de Algodres ?)

-Malhada Sorda (Almeida)

-Baraçal (Sabugal)

Aaron ou Echal Freixo de Espada a Cinta

aaron Freixo de Espada a Cinta

Aaron ou armário Sagrado (Vilar Maior)

Armário Sagrado (Vilar Maior)

 Armário Sagrado-Guarda

Armário Sagrado-Guarda

Armário sagrado-Malhada Sorda

Armário sagrado-Malhada Sorda

Armário sagrado-Medelin

Armário sagrado-Medelin

Armário Sagrado-Porto

Armário Sagrado-Porto

Armário Sagrado - Castelo de Vide

Armário Sagrado – Castelo de Vide

1-BARROCA, Mário Jorge (2001) – O aron de Castelo Mendo. In
Estudos em Homenagem a João Francisco Marques . Porto: Faculdade de Letras, p. 183-197.
2-Osório, Marcos-Armários de pedra na arquitectura tradicional do Alto Côa. Testemunhos de culto judaico?, Revista Sabucale

3-Do amigo Júlio Marques sobre o armário do Baraçal (link)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>