Cisterna de Lamego (*)

Cisterna de Lamego (*)

Confesso que ao analisar o que existia sobre a cisterna de Lamego na internet, fiquei um pouco confuso, porque insistem em colocar a cisterna no castelo; pois bem todos os sítios da internet repetem o mesmo erro o que aqui se prova que um erro repetido mil vezes não passa a ser facto verdadeiro.
A nossa cisterna encontra-se sim no interior da cerca muralhada com alguma distância do castelo e da sua praça de armas. A muralha que se encontra bem preservada a norte, mas com pouca legibilidade.
A cisterna de Lamego, é talvez o melhor exemplar de cisterna medieval em Portugal, não esquecendo o caso singular da Domuns Municipalis (***) em Bragança (leia aqui), destinadas ao armazenamento. Outra notável cisterna encontra-se na Igreja de São vicente de Fora em Lisboa.

A cisterna de Lamego toda em granito tem de vinte metros de comprimento e dez de largura. É de pedra lavrada e siglada, abobadada em cantaria de ogiva com quatro arcos apoiados em pilares laterais, no eixo dos quais tem uma pequena abertura para iluminação. Lateralmente a meia altura, possui uma porta de acesso, com escada interior. Tem 4 aberturas, numa plataforma por onde a água pluvial atravessa.

cisterna lamego
A cisterna de Lamego foi recentemente alvo de remodelação e no seu interior foi colocada estrutura de metal, que se estende no interior da cisterna, ganham vida doze caixas de luz. Aqui, 22 fotografias, todas anónimas, recordam já o que o tempo definhou. A ideia é bonita, mas é controversa, pois a colocação de tal estrutura pode inibir leitura global da cisterna de Lamego. Eu não sei o que pensar, venha aqui o leitor amigo e decida da existência de tal artefacto, para além do mais a entrada é gratuita.
Referências adicionais: Um ótimo blog sobre Lamego

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>