Discordância angular na Praia da Bordeira

Ao olhar para este grés vermelhos não posso deixar de pensar que já tinha aqui estado a alguns anos na Praia da Bordeira-Carrapateira (na casa dos 20 e meio), quando ainda tinha pretensões a ser um especialista no Triásico. Aqui o Grés de Silves assenta em discordância angular sobre o xisto. Ambas as formações geológicas estão separadas em muitos milhões de anos… e no entanto estão juntinhos.


Com o Síndrome de Stendhal, porque é esta é uma das mais belas praias portuguesas, na cabeça, perante tanta beleza escreveste o meu nome e um gracejo elogioso, entre uma miríade de nomes, no arenito da cor da borra do vinho.
E agora aconchego-me nesta laje vermelha de fascínio geológico, o nome desapareceu fica registado outro. Fica ainda o despeito e a recordação. Estamos em concordância ou discordância? É mais um ladrilho naquilo que eu sou e serei. Voltarei algum dia ?
Algures em Agosto de 2010

Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>