Picoto da Melriça (Vila de Rei) (*)- O Centro de Portugal

Picoto da Melriça

O Picoto da Melriça é um local de paragem obrigatória. Os viajantes não abdicam da sua saga mesmo quando as horas apertam por razões familiares e quase sempre conseguem fazer um desvio e inspecionar um local notável de Portugal.
Assim na nossa saga por Vila de Rei e depois de visitarmos a praia fluvial do Penedo Furado com as suas cascatas e a sua bicha pintada que é que concorrente a uma das 7 maravilhas -praias de Portugal e a bonita aldeia de Xisto de Água Formosa rumamos ao centro geodésico de Portugal, o Alto da Melriça também conhecido como Picoto da Melriça, situado perto do rio Zêzere e de um dos centros místicos de Portugal- Convento de Cristo em Tomar classificado como Património Mundial da humanidade (*****).
Esta região marca a transição entre a Beira Baixa, beira Litoral e Ribatejo e assinala o centro geodésico do país.
O Picoto da Melriça situado a 592 metros de altura está ligado à história da cartografia moderna em Portugal. Esta começou em 1790, no reinado de D. Maria I, quando a monarca solicitou D. Francisco Ciera, lente da Academia Real da Marinha, a encetar os trabalhos de triangulação geral do território, para a elaboração da Carta Geográfica do Reino. Os trabalhos arrancaram em 1790, mas foram suspendidos treze anos depois devido às invasões francesas.
Logo em 1802, foi erigido o vértice geodésico da Milriça que pertenceu ao grupo dos primeiros 32 vértices nacionais. Este famoso “Picoto” é uma pirâmide de alvenaria com 3 metros de base e 9 metros de atura, quase com dois séculos de idade.


Os trabalhos da triangulação foram, porém, interrompidos em 1803, por força da situação política da época e mais tarde concluído após 1834. Hoje existem espalhados pelo país cerca de 8 000 vértices geodésicos, muitos dos quais construídos em locais quase inacessíveis.
Foi, graças à abnegação dos geógrafos e cartógrafos do século passado que foi criada a Rede Geodésica Nacional que constitui uma das bases para o conhecimento geográfico do território.
Ao lado do Picoto da Melriça, no Centro Geodésico de Portugal, encontra-se o Museu da Geodesia, único no país. O museu, inaugurado em 2002 oferece aos visitantes um certificado de presença, infelizmente não nos foi possível visita-lo dado o tardio da hora.
A paisagem do Picoto da Melriça é bela e a 360º de vista e faz jus à categoria de centro de Portugal, em dias de boa visibilidade, mas apesar disso os grandes maciços poderosos da Cordilheira Central (Gardunha, Estrela, Lousã, Aire e Montejunto), encontram-se em distâncias suficientemente longínquas para repararmos nos seus detalhes, mas mesmo assim conseguimos ver os seus contornos gerais e as suas texturas litológicas. Ao longe ainda as suaves planícies alentejanas e a a fina fimbria dourada do mar para SW.
Mais próximo de nós Vila de Rei, os monótonos pinhais, muitos deles queimados e pomo-nos a pensar que os fogos florestais são o maior flagelo que assola este lugar de deserção de onde partem mulheres e crianças na procura de outros lugares para habitar. Quase todos os anos, no estio a passagem do fogo enche cinzas e madeiros carbonizados um solo que já era pobre e que assim mais erode nas primeiras chuvas de outono.
Saímos daqui satisfeitos porque a vida é bela, principalmente quando bem resguardados por pessoas que se harmonizam connosco, mas tristes porque temos de partir mas enfim um dia voltaremos e sob este nosso céu de tarde que se vai embora fica a frase do meu herói para o Sancho Pança.”Faz que cada hora da tua vida seja bela. O mínimo gesto é uma lembrança futura.” O picoto da Melriça com este céu fica registado num instante tão benigno; e ala que se faz tarde porque as parentelas aguardam por nós.


Ver mapa maior

Um comentário Picoto da Melriça (Vila de Rei) (*)- O Centro de Portugal

  1. teresa says:

    e tenho que lá voltar com o museu aberto, sem pressa, para ver pôr-de-sol e tudo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>