Praia do Castelejo, Cordoama e Barriga (Vila do Bispo) (***)-É o mais belo por do Sol de Portugal?

Praia do Castelejo, Cordoama e Barriga (Vila do Bispo) (***)-É o mais belo por do Sol de Portugal?

 

Praia do Castelejo

-Praia com um fantástico por do Sol.
-Como em quase todas as praias da Costa Vicentina, a praia do Castelejo é um Monumento Natural
-Liga-se as praias da Cordoama e Barriga quando a maré está baixa.

Quase todas as praias reclamam para si o estatuto de fruírem do mais belo por do sol, quase todas têm razão, mas existe um famoso que é um deslumbre e que é o da praia do Castelejo; eu próprio o vi com os meus olhinhos que provavelmente os peixes comerão e que poderei comprovar pelas aprazíveis fotografias que tirei. As praias do Praia do Castelejo, Cordoama e Barriga encontram-se unidas por areal na maré baixa, ainda recentemente percorremos a praia do Castelejo até a Cordoama, apenas não chegamos a ir a mais isolada Praia da Barriga. As praias encontram-se envolvidas por arribas, altas e escarpadas, constituídas por xistos de cor negra de idade carbónica (entre os 306 milhões e 315 milhões de anos, aproximadamente com origem em sedimentação marinha, por vezes turbíditica), e que contrastam com o branco do areal e com o amarelo dos arenitos cimentados (antigas dunas fossilizadas plistocénicas).

Praia do castelejo

Praia do Castelejo

São espetaculares as dobras em Chevron (ver aqui) de xisto carbónico  que a erosão vai consumindo. Na praia do Castelejo, na parte Norte emerge o seu ex-libris, a carcomida Pedra da Lage, (restos de uma duna consolidada) que é um paraíso para os apanhadores de marisco e que em certas horas do dia parece um castelo e dai talvez seja a origem o nome da praia-Praia do Castelejo. A Pedra da Laje proporciona a observação da vida marinha na maré-baixa e banhos calmos para as crianças. A praia do Castelejo é mais concorrida, em comparação com a Barriga ou a Cordoama, sendo muito procurada para a prática de surf e bodyboard. Pelo mar adentro, concavidades nas rochas aprisionam a água, aqui e ali, em pequenos lagos. E é o marulhar da água dá-nos ali uma enorme serenidade! Temos que voltar e aconselho-o o amigo leitor a deleitar-se com este paraíso.



Ver mapa maior

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>