Solar dos Távoras em Souro Pires (Pinhel) (*)-Um dos mais belos paços portugueses da centúria de quinhentos

Solar dos Távoras

O belo Solar dos Távoras que se encontra arruínado, foi construído entre os finais do século XV e o início do século XVI, a mando da família Távora que está ligada à história da localidade de Souro Pires desde o seu começo, sendo atribuída a sua fundação a Soeiro Peres de Távora.
O Solar dos Távoras possui planta rectangular, com fachadas dispostas simetricamente, e o conjunto integra ainda uma capela autónoma, de planta quadrada. A fachada principal é delimitada lateralmente por duas torres, sendo o corpo central mais pequeno com dois pisos e o sector das torres com três.
Solar dos Távoras é uma mistura estilística arquitectónica com elementos feudais e do renascimento
A arquitectura militar medieval conduziu para as moradas senhoriais a torre, como elemento simultaneamente de defesa e de habitação, que com os avanços da pirobalística no século XVI perdeu as suas funções primitivas, passando a ser um sinal de importância, linhagem nobre e poder da família possuidora.

Solar dos Távoras

Os princípios da arquitectura sábia do Renascimento chegam aos solares a partir do século XVI baseados nos trabalhos de Andrea Palladio e Sebastiano Serlio, que no solar dos Távoras está materializado nas suas quatro janelas, trabalhadas em lindas volutas com motivos vegetalistas e maineis em mármore.

As grandes e regulares paredes e o número escasso de aberturas são características da idade média, mas o tratamento dessas aberturas é já tipicamente renascentista. Por isso o solar dos Távoras em Souro Pires é um caso raro de hibridismo estilístico de transição do estilo feudal guerreiro para o erudito renascimento.
No alçado lateral esquerdo, existe ainda um portal em arco perfeito, de acesso ao pátio interno da casa, e o edifício da capela da Nossa Senhora da Esperança, o templo privativo do solar possui planta quadrada e portal de arco pleno. Todo o solar está despojado.
Apesar da sua sobriedade e da ruína, é um dos mais belos paços portugueses da centúria de quinhentos.
O edifício é também evocador da tragédia dos Távoras, porque lhes pertencia e muito provavelmente a partir daquela data entrou em declínio.
SOS Património para o belo Solar dos Távoras
O edifício merece ser recuperado com bastante urgência porque está em estado calamitoso. Já falta o pavimento no segundo piso e o sobrado superior perdeu o pavimento e a maior parte da cobertura. O que fazer para salvar este monumento?
E que tal se começassem por retirar o ecoponto encostado a fachada?
Fotografia retirado do síte dos Monumentos Nacionais, porque o ecoponto não nos deixou tirar uma fotografia minimamente aceitável, mas que aborrecimento!

Please follow and like us:

10 comentários Solar dos Távoras em Souro Pires (Pinhel) (*)-Um dos mais belos paços portugueses da centúria de quinhentos

  1. Alexandre says:

    …é uma belíssima peça arquitectónica! as proporções ao vivo são perfeitas.

  2. Joao Augusto says:

    Deverá ser o mais belo exemplar de um solar em todo o território português!! Magnifico!! De uma beleza incrivel… Pena realmente, que exista um ecoponto encostado na fachada da casa! Um atentado da responsabilidade da Junta de Freguesia…

  3. Margarida says:

    Sou residente nesta bela e ao mesmo tempo pobre aldeia ,bela, pois contempla uma vista extraordinaria ,pobre, porque o nosso patrimonio está no estado em que está(infelizmente), posso dizer que em toda a minha infancia me lembro de ver turistas visitar a minha terra o que engrandecia em muito toda a população,mas hoje,pergunto!!!!valerá a pena passar por lá???pensamento este comum aos visitantes tambem!!!!(esta tudo na mesma ,nada foi recuperado!!!).Não basta ter o patrimonio historico que fez parte da nossa historia, é necessario recuperar,preservar,para a história do nosso povo poder continuar….

  4. António Macedo says:

    Passei em Souro Pires durante um passeio pela Beira e realmente este monumento é de uma beleza incrível… O solar ao vivo é mais bonito do que nas fotos que já tinha visto!
    Parabéns à aldeia de Souro Pires, por tão belo solar de arquitectura medieval.

  5. Helder Baptista says:

    Quem teve a bela ideia de colocar um ecoponto do lado do monumento deveria ser castigado. Demonstra perfeitamente a incapacidade mental dos dirigentes autarquicos que estragam o patrimonio e nao conseguem promover o que existe.
    Mas alguem se lembra em Lisboa de colocar um ecoponto colado ao Castelo de Sao Jorge ou ao Mosteiro dos Jeronimos???

  6. Mónica Figueira says:

    Simplesmente é tudo verdade o que teem vindo a dizer sobre o solar dos tavoras de souropires,eu fui residente nessa aldeia ate aos meus 8 anos,cresci,fiz amigos e tenho muita familia por ai.
    Mas o que me custa maise ver os monomentos desaparecerem e nao darem valor o que temos.
    O que mais indigna e terem dinheiro pra fazerem aquela construcao amarela que se situa ao cruzamento,gastarem imenso dinheiro e nao recontruir o solar daos tavoras,deviam pensar mais nisso e nao andaerm a gastar dinheiro onde nao e necessario.
    Agradeco desde ja a comprensao

  7. Joao Dias Mendes says:

    Fui passear pela Beira Alta com a minha familia e passei pela aldeia de Souro Pires, onde tive oportunidade de conhecer este belo solar. Apesar do estado degradado do solar, pode-se verificar que é de uma beleza excepcional. Não conheço nenhum solar em Portugal com estas caracteristicas, onde se conjugam aspectos de solar e de fortaleza.
    Desde que regressei interessei-me pelo processo da familia Tavora e acho que este belo solar deveria ser recuperado porque invoca a história desta familia. Claro que concordo com o que aqui já foi dito. A Junta de Freguesia deveria ter mais gosto e retirar o ecoponto do lado do solar. Se existe patrimonio, qual o objectivo de contribuir para destruir o patrimonio?

  8. luis António dos Santos says:

    Fui criado nessa aldeia até aos 12 anos altura em que vim trbalhar para Lisboa
    sempre conheci esse solar abandonado, que nós chamavamos casas altas,concordo inteiramente com as opiniões sobre o solar,mas nesta altura vai ser dificil conseguir dinheiro, a menos que apareça um mecenas

  9. manuel bernales says:

    El solar tiene propietarios privado… primero hay que llegar a un acuerdo con él, o comprarlo si no puede darle el mantenimiento adecuado!

  10. Rui Pires says:

    Passeei pela Beira Interior durante os primeiros dias de Janeiro e passei por Souro Pires para conhecer este solar. Penso que deve ser um exemplar unico desta natureza em toda a Peninsula Ibérica! Fabuloso… Com cerca de 500 anos, deve ser o solar mais antigo de Portugal… Merecia obras de recuperação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>