Locais Notáveis do Turismo Cultural do distrito de Coimbra

Locais Notáveis do Turismo Cultural do distrito de Coimbra

No distrito de Coimbra foram identificados por nós 122 unidades de Património Notável (material) e 27 imateriais. Este património urge conhecer, amar e defender são também uma mais valia económica para o turismo, que se espera de qualidade.
Infelizmente no ano de 2017 o distrito de Coimbra, foi alvo de terríveis incêndios, que dizimaram o território e muitos dos seus valores naturais, destacando-se a destruição desta relíquia vegetal que era a Mata da Margaraça. O dia 15 de Outubro, ficará para sempre na nossa memória, com o distrito a arder, ceifando vidas, causando centenas de feridos, destruindo parque industriais, habitações e destruindo toda a floresta existente neste território. Temos que o reflorestar com a maior celeridade possível e com toda a sapiência e tecnologia que temos a nossa disposição. Todos os concelhos foram afetados, com destaque para Oliveira do Hospital, Arganil e Góis,todos os habitantes do distrito foram tocados, direta ou indiretamente por esta tragédia; mesmo no litoral os pinhais da zona Gandaresa arderam, ficando o miradouro da Vela, mais tristonho e as Lagoas de Quiaos, com destaque para a da Vela, quase arruinadas ( a eutrofização que se fazia sentir, acrescente-se a devastação do pinhal envolvente. Como símbolo de resistência, apesar de ter desaparecido, decidimos manter aqui a Mata da Margaraça na lista do Património Notável.
Praias dunares sem falésias, zona gandaresa, Campos aluvionares do Mondego, Serras calcárias, quartzíticas e xistosas da Cordilheira Central e o Planalto Beirão do troço médio do Rio Mondego, constituem um importante mosaico diversificado de territórios que marca indelevelmente quem visita o território.
A região também tem uma boa gastronomia tradicional atrai os mais variados paladares em busca da culinária portuguesa.
Os pratos que utilizam elementos tradicionais de preparo, harmonizando a cozinha rústica são característicos da região. A Chanfana (cozido de carne de cabra) (Poiares e Góis), o Leitão Assado (Coimbra e Cantanhede) e o Arroz de Lampreia (Penacova e Montemor-o-Velhos), ou peixe fresco do porto da Figueira da Foz).
A gastronomia do Distrito de Coimbra é riquíssima em doces,influenciado pelos conventos com origem medieval, recebendo destaque as Arrufadas, o Arroz Doce, a Sopa Dourada das Freiras de Santa Clara, o Pudim de Ovos, as Queijadas de Pereira e Tentúgal, as Espigas de Milho e os inconfundíveis Pastéis de Tentúgal, os do Lorvão, e os de Santa Clara, recheados com doce de ovos e exibindo o típico formato de meia-lua.
Mas infelizmente o património que erguemos também tem sido derrubado, por incúria, má fé ou ignorância; só para citar alguns exemplos lembro o derrube de cerca de 1/3 da Alta de Coimbra, que faria hoje de Coimbra uma cidade ao nível de Florença, pelo Estado Novo-como se não existisse outro espaço onde construir o Pólo II da Universidade de Coimbra! Ou ainda recentemente a destruição de um conjunto de casas setecentistas na Baixa de Coimbra, para construir um metro que…não vai existir. Mas enfim urge unir esforços naquilo que ainda está de pé e em risco, como é o exemplo do antigo Convento de Santa Maria de Ceiça na Figueira da Foz.

Coimbra. Deposição no tumulo. João de Ruão. Museu Machado de Castro
O concelho de Coimbra, detém quase um terço dos locais notáveis do seu distrito, o que se aceita porque esta cidade para além da cidade mais importante do reino de Portugal durante a Idade Média, viu também a sua Universidade (e antes o Mosteiro de Santa Cruz) ser um foco de atracão da cultura Europeia. A Alta Universitária de Coimbra é Património Mundial da Humanidade. A cidade romana de Conimbriga também tem condições para ser Património mundial da Unesco.
Como património imaterial da Humanidade, também sugerimos que a arte xávega (a juntar outros distritos), também possa ser classificada como Património Imaterial da Humanidade.
Sabemos que a lista é subjectiva, quer nos locais indicados quer ainda, no que concerne a sua classificação (Notável (*), Muito Notável (***)), mas é a lista de quem conhece bem este território e de quem ama, divulga e defende cada um destes sítios. No entanto com humildade saberemos alterar as nossas escolhas, sempre que houver razões para tal e o se o leitor nos conseguir sensibilizar para tal, porque como queremos ser bons juízes ouvimos o que cada um nos dirá. Por isso perguntamos ao atento leitor, conhece outro património notável que aqui poderia estar? O que pensa dos locais seleccionados?
E sem mais delongas…eis a lista e depois que tal uns passeios alegres para conhecer e sentir melhor todos estes lugares?

Locais Notáveis do Património Material do Distrito de Coimbra (122)

Arganil e Pampilhosa da Serra (8)
-Aldeia Histórica em xisto de Piodão (***)
-Área de Paisagem Protegida da Serra do Açor (Mata da Margaraça com a Cascata da Fraga da Pena) (*)
-Capela de São Pedro de Arganil (*)
-Monte da Nossa Senhora de Montalto (*)
-Túmulo de Mateus da Cunha na igreja matriz de Pombeiro da Beira (*)
-Gravuras Rupestres em Chãs da Égua (Piodão) (*)
-Aldeia de Fajão com os seus penedos (*)
-Paisagem quartzítica na Barragem do Cabril (*)

Cantanhede e Mira (3)
-Retábulo da Capela da Misericórdia da Varziela (*)
-Centro Histórico de Ançã (*)
-Conjunto de praias e campos de dunas do Poço da Cruz, Mira, Palheirão e Tocha (**)

Coimbra (44)
-Colégios e Igrejas da rua da Sofia (Património Mundial da Humanidade) (**)
Destaques:
-Retábulo da Igreja de Santa Justa a Nova (*)
-Colégio de São Tomás (Palácio da Justiça) (*)
-Igreja e Colégio da Graça (*)
-Igreja e Claustro do Carmo (*)
-Inquisição de Coimbra (Actual CAV) (*).

-Mosteiro e Igreja de Santa Cruz (***)
Destaques: Fachada (*), Púlpito (**), Túmulos dos Reis (**), Claustro (**), Cadeiral manuelino (**) e galeria de Arte Sacra (*).
-Café de Santa Cruz (Igreja de São João das Donas ou de São João de Santa Cruz) (*)
-Jardim da Manga (**)
-Parque de Santa Cruz (Jardim da Sereia) (*)

-Praça do Comércio (*)
-Edifício do Chiado (Museu Telo de Morais) (*)
-Parque Manuel Braga, Parque Verde do Mondego e Ponte Pedonal Pedro e Inês (*)
-Torre de Almedina e restos da cerca de Coimbra (*)
-Casa da Escrita ou do Arco (*)

-Igreja da Sé Velha (****)
Destaques: Fachada (**). Interior (**). Pia Baptismal (*). Capela do Sacramento (**). Capela-mor (**). Retábulo do Ecce Homo (*). Azulejos Sevilhanos (*). Trifório (*). Claustro (**).

-Colégio Novo (=S. Agostinho, Órfãos, Fac. de Psicologia, Misericórdia de Coimbra) (*)
Destaques: claustro (*) e o panorama da Torre da Igreja (*)

-Palácio manuelino sob Ripas (*)
-Igreja da Sé de Coimbra (Sé Nova) (**)
Destaques: Pia baptismal (*).Capela-mor (*). Capelas do transepto (*). Capela de S. Tomás de Vila Nova (*). Fachada (*)

-Igreja de São Salvador (*)
-Museu Machado de Castro (Antigo Paço Episcopal) (***)
Destaque: Criptóportico Romano (**), mas também muitas obras de arte, que serão alvo de um destaque especial.

-Paços da Universidade ou das Escolas (Património Mundial da Humanidade) (***)
Destaques:
-Sala dos Capelos (*).
-Capela de S. Miguel (***).
-Biblioteca joanina Geral da Universidade (***).
-Torre da Universidade (*) e seu Panorama (**).
-Museus de Ciências (Laboratório Chimico, Mineralógico e Geológico…) (*)
-Mata e Jardim Botânico (***)

-Arcos do Jardim (Aqueduto de São Sebastião de Coimbra) (*)
-Igreja do Seminário Maior de Coimbra (*)
– Penedo da Saudade (*)

Margem Esquerda do Rio Mondego:
-Panoramas da margem esquerda de Santa Clara para a colina sagrada (*), em que se destaca o Panorama do Vale do Inferno (*), ou da Urbanização da Bela Vista ou do Planalto de Santa Clara.
-Portugal dos Pequeninos (*)
-Mosteiro de Santa Clara-a-Nova (**). Destaques: Túmulos Gótico e de prata da Rainha S. Isabel (*). Claustros (*), escultura em Talha (*).
-Mosteiro de Santa Clara-a-Velha (***)
-Quinta das Lágrimas (*)
-Centro Cultural do Convento de São Francisco (*)
-Lapa dos Esteios ou Quinta das Canas(*)

E ainda na Cidade de Coimbra:
-Igreja de Santo António dos Olivais com a sua sacristia(*)
-Mosteiro de Celas (**)
Destaque: Capitéis historiados (**)
-Estádio Cidade de Coimbra (*)
-Mata do Choupal (*)

E ainda no Concelho de Coimbra, exterior a cidade:
-Igreja de São Marcos (***)
Destaques: Túmulo de Fernão Teles Menezes (*). Retábulo da Capela-mor (*). Capela dos Reis Magos (**). Túmulos de Aires da Silva (*). Túmulo do Regedor João da Silva (*). Panorama do Jardim (*)
-Reserva Natural do Paul de Arzila (*)
-Troço do rio Mondego entre Penacova e Coimbra (*)

Condeixa-a-Nova (6)
-Ruínas Romanas de Conimbriga (****)
-Mãe de Água com Castellum de Alcabideque (*)
-Igreja manuelina de Ega (*)
-Palácio de Sotto Mayor em Condeixa-a-Nova (*)
-Buracas de Casmilo (*)
-Panorama da Nossa Senhora do Circulo (*)

Figueira da Foz (11)
-Praia e Dunas de Quiaios e Murtinheira (**)
-Lagoa da Vela (*)
-Museu Municipal Dr. Santos Rocha (**)
-Palácio Sotto Maior (*)
-Salinas na Ilha da Morraceira e núcleos museológicos do Sal (*)
-Capela e Mosteiro da Nossa Senhora do Seiça (*)
-Serra da Boa Viagem e Falésias Jurássicas da Serra da Boa Viagem (**)
-Praia Urbana da Figueira da Foz -Buarcos(*)
-Miradouro da Vela (*)
-Miradouro da Bandeira (**)
-Azulejos Holandeses da Casa do Paço (*)

Góis (10)
-Cerro da Nossa Senhora da Candosa (Vila Nova de Ceira) (*)
-Penedos Quartzíticos de Góis (*)
-Rede de Aldeias de Xisto de Góis (Comareira-Aigra-Velha, Aigra-Nova e Pena) (*)
-Parque urbano do rio Ceira com a ponte Joanina na vila de Góis (*)
-Túmulo da Renascença de Luís da Silveira na igreja matriz de Góis (*)
-Tectos apainelados dos Paços do Concelho (*)
-Moinhos de água e troço paisagístico do rio Ceira na aldeia da Cabreira (*)
-Panorama da Aldeia Velha (*)
-Panorama do Parque Eólico das Mestras (*)
-Gravuras rupestre da Pedra Letreira (*)

Lousã e Miranda do Corvo (6)
-Panorama do Alto do Trevim (***)
-Castelo, de Arouce, ermidas da nossa Senhora da Piedade e paisagem envolvente (**)
-Aldeias serranas de xisto da Serra da Lousã (*)
-Panorama dos Parques Eólicos de Vila Nova (*)
-Panorama do Santuário do Senhor da Serra (*)
-Solar da Quinta de Santa Rita (*)

Montemor-o-Velho e Soure (7)
-Castelo de Montemor-o-Velho (***)
-Convento e Igreja da Nossa Senhora dos Anjos com o Túmulo de Diogo de Azambuja (*)
-Paço dos Condes de Tentúgal/Duque do Cadaval (*)
-Campos do Mondego com o Paul do Taipal (**)
-Castelo de Soure (*)
-Panorama do Miradouro de Reveles (*)
-Conjunto termal de Bicanho, Azenha e Amieira. (*)

Oliveira do Hospital e Tábua (14)
-Panorama do Monte Colcorinho (partilha com Arganil e Seia) (***)
-Santuário da Nossa Senhora das Preces em Vale Maceira (*)
-Vales dos rios Alva e Alvôco (*)
-Ponte gótica e praia fluvial em Alvôco das Várzeas (*)
-Vila Histórica de Avô e o panorama das Varandas de Avô (*)
-Ruínas Romanas da Bobadela com o seu Arco Romano e Anfi-Teatro (**)
-Igreja Moçarabe de São Pedro de Lourosa (**)
-Capela dos Ferreiros na Igreja Matriz de Oliveira do Hospital (*)
– Anta da Arcainha no Seixo da Beira (*)
– Palheiras dos Fiais da Beira (*)
-Antiga Estalagem de Santa Bárbara na Póvoa de São Cosme com o seu panorama (*)
-Pousada e Convento da Nossa Senhora do Desagravo (*)
-Conjunto de lagaretas da Sobreda (*)
-Penedo Oscilante ou Penedo C`abana

Penacova e Poaires (6)
-Mirantes da Vila de Penacova (Emídio da Silva e Pérgola de Raul Lino) (*)
-Mosteiro do Lorvão (**)
– Panorama do Penedo de Castro (*)
-Conjunto de Moinho de Vento com respectivo panorama (Lugares da Atalhada, Aveleira e Roxo, Gavinhos, Paradela de Lorvão e Portela da Oliveira) (*)
-Barragem da Aguieira (*)
-Panorama do vértice geodésico de Soutelo (*)

Penela (7)
-Castelo de Penela (**)
-Villa Romana do Rabaçal com os seus mosaicos (*)
-Panorama do Castelo do Germanelo (*)
-Panorama do Monte Vez (*)
-Grutas Calcárias de Algarinho e Talismã (*)
-Cascata da Pedra da Ferida (*)
-Panorama do São João do Deserto-Serra do Espinhal (*)

Património Imaterial do Distrito de Coimbra
-Acervo bibliotecário das Bibliotecas da cidade de Coimbra (***)
- Festas em Honra ao Divino Espírito Santo em Eiras (*)
-O Culto da Rainha Santa Isabel em Coimbra (**)
-Arte Xâvega (Tocha, Mira e Costa de Lavos) (**)
-Fainça de Coimbra (Condeixa a Nova) (*)
-Doçaria Conventual e tradicional do Distrito de Coimbra (pastel de Tentûgal, Queijadas de Tentûgal e Pereira, Barrigas de Freira, Manjar Branco, Pastel de Lorvão, Cavacas Altas de Coimbra, Pastel de Santa Clara, Nevadas de Penacova, Talhadas de Príncipe e Arrufadas, Bolo de Ançã, Pinhas doces de Montemor, Espiga Doce) (****) com origem em Mosteiro de Celas, Convento de Sant’Anna, Mosteiro de Santa Clara-a-Velha e Nova, Mosteiro de Lorvão, Convento de Nossa Senhora do Carmo, Mosteiro de Semide
-Tapetes de Almalaguês (**)
-Pedra de Ançã (**)
-Barca Serrana (*)
-Vinho do Dão (Tábua e Oliveira do do Hospital) (**)
-Queijo do Rabaçal (***)
-Queijo da Serra da Estrela (Tábua e Oliveira do do Hospital) (****)
-Mel da serra da Lousã (*)
-Campos do Mondego com destaque para o arroz Carolino (**).
-Licor Beirão (Lousã) (*)
-Fado de Coimbra (***)
-Pratos ribeirinhos do rio Mondego ( com destaque para a Lampreia) (***)
-Tascas de Coimbra (**)
-Prato de Chanfana (Góis, Poiares e Miranda do Corvo) (*)
-Vinhos de Foz de Arouce (***)
-Sabores do mar (Figueira da Foz, Cantanhede e Mira) com destaque para a sardinha na telha. (***)
-Sal e atividades salineiras da Figueira da Foz (***)
-O Romatismo saudosista de Coimbra (**)
-Repúblicas- Residências universitárias de Coimbra (***)
-Festas e Fogueiras de São João em Coimbra (***)
-Entrudo de caretos de Mira (**)
-Tertúlias coimbrãs (***)
-Património médico e hospitalar de Coimbra (****)
Nota suplementar-As tradições dos estudantes da Universidade Coimbra, não são dignas de aqui estarem registadas devido ao grau de selvajaria acéfala a que chegaram.)

Primeira Versão de 5 de Novembro de 2010

Please follow and like us:

3 comentários Locais Notáveis do Turismo Cultural do distrito de Coimbra

  1. GERSON OSCAR DE MENEZES says:

    Aprecio muito o trabalho de divulgação que fazeis, sempre com qualidade e precisão. Este último sobre os lugares notáveis de Coimbra , está muito bom, Entretanto, senti falta de uma referência sobre as vielas de subida para a Universidade e a passagem pela figura da Tricana de Coimbra.
    Muito obrigado pelas informações.

  2. Marco Ferreira says:

    Deixo uma questão:
    Haveria potencialidade para candidatar a Património da Humanidade as nossas igrejas românicas sabendo que a Sé Velha de Coimbra constituir-se-ia como o exemplar mais notável de um conjunto certamente alargado?!
    Cumprimentos,

    • Castela says:

      Caro Marco, apesar da Igreja da Sé Velha, ser muito notável e existirem mais duas igrejas românicas notáveis em Coimbra como a de São Tiago e a de São Salvador e outras terem desaparecido como a de São Cristóvão (encontra-se soterrada sob o antigo teatro de Sousa Bastos) ou a de Santa Justa a Velha, tenho a convicção que este conjunto não poderá ser candidato a Património da UNESCO, tendo em os critérios que esta organização utiliza.
      Um abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>